domingo, 23 de junho de 2013



Pilates no Treinamento de Atletas


É uma técnica de reeducação do movimento, composta por exercícios profundamente estruturados na anatomia humana, capaz de restabelecer e aumentar a flexibilidade e força muscular, melhorar a respiração, corrigir a postura e prevenir lesões.

A aula envolve uma série de princípios como: controle, concentração, fluidez dos movimentos, alinhamento, centralização e respiração.

As atividades bem executadas e orientadas, não ocasionam impactos prejudiciais às articulações, ligamentos e musculatura.

O número de adeptos cresceu significativamente. São idosos buscando qualidade de vida, adolescentes corrigindo vícios posturais, gestantes e um número crescente de atletas visando melhora da performance.

Todo esporte quando praticado profissionalmente ou apenas regularmente apresenta carência em determinadas áreas do corpo e sobrecarga em outras. Durante a corrida, por exemplo, as rotações da pelve e da coluna, dos ombros e movimentos da cabeça devem ocorrer de maneira fluída evitando movimentos em “bloco” que certamente ocasionarão dores. Uma postura correta é essencial para uma melhora de performance, evitando sobrecarga nas articulações, além de trazer economia de movimentos e um melhor aproveitamento biomecânico.

O Pilates proporciona um ganho de força muscular específico para o atleta, prevenindo lesões por desequilíbrios musculares e, além de aumentar a capacidade respiratória e eficiência do diafragma, permite ainda ao atleta conhecer seu corpo e seus limites.