quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Quênia faz nova dobradinha e amplia jejum dos brasileiros na São Silvestre



A supremacia queniana na São Silvestre ganhou dois novos capítulos na manhã desta terça-feira. Líder absoluta a partir da segunda metade da prova, Nancy Kipron resistiu à ameaça etíope na reta final e conquistou seu primeiro título em São Paulo com o tempo de 51m58s. Minutos depois, o compatriota Edwin Kipsang cruzou a linha de chegada em 43m48s para confirmar o bicampeonato entre os homens, acompanhado de outros dois quenianos. Entre os brasileiros, Sueli Silva, em sexto, e Giovani dos Santos, em quarto, foram os melhores colocados.
Vencedora da Corrida de Reis no início do ano e tricampeã da Volta da Pampulha, Kipron abriu larga vantagem sobre as rivais. Não havia nenhuma concorrente à vista, mas o cansaço fez a corredora olhar para trás com frequência para conferir se a margem continuava larga. Exausta, ela viu a aproximação perigosa da rival etíope Kebede Gudeta justamente na Avenida Paulista. A chegada, no entanto, estava próxima o suficiente para garantir a vitória em 51m58s.