quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Corrida das Academias

 
Faça sua INSCRIÇÃO ON-LINE  >>  Click na imagem a cima



Data: 10 de Novembro de 2013

Local: Aterro do Flamengo
(próximo a Marina da Glória)

Distâncias: 06 Km e 10 Km.

NÃO PRECISA SER DE ACADEMIA PARA PARTICIPAR !
VOCÊ PODE CORRER OU CAMINHAR. 
ESTA CORRIDA É PURA DIVERSÃO

domingo, 22 de setembro de 2013

sábado, 14 de setembro de 2013

Entenda antes de comprar

Entenda cada parte do seu tênis

Você sabe o que tem dentro do seu tênis? Entenda a importância de cada parte.
            Para escolher e cuidar do seu tênis é preciso conhecer muito bem todas as partes que o                 compõe. Esse tipo de calçado conta com oito camadas, cada uma com suas vantagens,               oferecendo conforto enquanto você pratica exercícios ou simplesmente caminha no dia a dia.

Conheça melhor as partes do seu tênis


Cabedal
É a parte de fora do tênis, o seu corpo, incluindo a lingueta (ou língua). Essa parte tem a função de proteger seus pés, dar conforto e é a parte que as empresas capricham mais para chamar sua atenção. 
Palmilha 
Camada responsável pela postura correta do seu pé dentro do tênis. Em alguns modelos, a palmilha pode ser removida para facilitar a limpeza. 
Entressola 
Essa parte você já não enxerga com facilidade. Ela está localizada entre o cabedal e o solado e abriga espumas e amortecedores responsáveis por absorver impactos e controlar os movimentos do tênis
Sola externa 
É fabricada conforme a necessidade de cada atividade física para adequar-se aos seus pés e ao tipo de solo que estará em contato. A sola deve adaptar-se a cada parte do pé e garantir tração e estabilidade na medida certa. 
Calcâneo 
Localizado na parte de trás do calçado, é responsável pela estabilidade, pela impulsão e pelo amortecimento. 
Médio-pé (ou Talão) 
Estrutura feita de material duro e resistente, responsável pela sustentação do calcanhar e posicionamento do tornozelo dentro do calçado. Os tênis para caminhada e os tênis para corrida devem conter reforço especial no médio-pé para firmar seu pé e evitar torções. 
Ante-pé 
É o "bico" do tênis, que é ligeiramente levantado para facilitar a passada, dobrando quando os pés se movem. Em alguns modelos, como nas chuteiras de futebol, eles são duros e resistentes para proteger os pés das topadas com a bola. 

domingo, 8 de setembro de 2013

5 dicas para melhorar sua corrida



    Confira na tabela abaixo:Quem pensa que para correr bem é preciso apenas calçar o par de tênis e ir treinar, está muito enganado. Ter o seu objetivo nos treinos, monitorar a intensidade do esforço realizado, identificar dores no corpo, descansar quando estiver resfriado e planejar a rotina de trabalho também são fundamentais para você evoluir e deixar os quilômetros para trás de uma forma gradativa, sem pressa. Pensando nisso, o educador físico Gustavo Luz passou cinco dicas rápidas e simples para você se sair melhor na corrida e evitar as lesões e os problemas.
(Foto: Getty images)

Você quebra antes do final da prova?
Quando você inicia a corrida num ritmo alto, recruta as fibras musculares, o sistema de energia e até os caminhos neuromusculares de forma errada. De uma maneira geral, tente correr os primeiros 80% de uma prova em um ritmo confortável e, se estiver bem, acelere nos 20% finais.
Frequência cardíaca x treinamento
Se você tem algum objetivo específico com o exercício, como perder pesoou melhorar seu condicionamento, é importante monitorar a intensidade do esforço realizado. O controle da frequência cardíaca (FC) é uma das melhores formas de fazer isso. Assim você sabe o quanto tem que se esforçar para seguir o objetivo do treino e conseguir os resultados que deseja.
Você ouve seu corpo?
Se você foi um pouco mais rápido ou um pouco mais longe, é normal sentir algum desconforto muscular, especialmente nas panturrilhas e nos quadríceps. São necessários mais ou menos dois dias para se recuperar de treinos mais intensos. Se você se sentir dolorido no terceiro dia, descanse novamente; se a dor for além de quatro ou cinco dias, talvez seja melhor procurar ajuda.
Resfriou? Relaxe e durma!
A corrida deve torná-lo menos vulnerável a doenças, pois fortalece o sistema imunológico, ajuda a dormir melhor e reduz o estresse. A falta de sono e períodos frequentes de estresse elevado podem reduzir severamente a função imunológica. Uma das melhores maneiras de diminuir o risco de infecções é não treinar demais. O exercício moderado reduz esse risco, mas corrida de velocidade , corridas longas e competições parecem aumentá-lo.
Vale a pena correr só uma vez por semana?
Correr um pouco é melhor do que não correr. É verdade que seu condicionamento e desempenho não ficarão muito melhores com apenas uma corrida semanal. Mas aquele único treino pode dar um gás na sua motivação e ajudar a criar o hábito de se exercitar. Isso também vai facilitar que você faça treinos extras quando tiver tempo.
Pessoal, esta publicação é apenas uma cópia do site:  Globo.com  onde vocês poderão ver mais detalhes. Pois foi uma matéria legal.
Por Rio de Janeiro